Confira a sinopse do enredo da Viradouro para o Carnaval 2018

Escola fixa em 7 o número de compositores por obra concorrente e proíbe participações especiais.

Os compositores da Unidos do Viradouro receberam na noite desta terça-feira, 2, a sinopse do enredo “Vira a cabeça pira o coração. Loucos gênios da criação”, de Edson Pereira.

O evento reuniu na quadra da vermelho e branco 60 compositores, número, segundo Paulo Cesar Portugal, que preside a ala, três vezes maior que o registrado no ano passado. Após a leitura da sinopse e a explanação do enredo feita pelo carnavalesco, a diretoria da escola detalhou alguns pontos do regulamento do concurso que vai eleger o hino da escola de Niterói para 2018, entre eles o número máximo de autores por obra, que será sete. Não será aceita a inclusão de parceiros na modalidade “participação especial”, prática frequente em disputas nos últimos anos em diversas escolas, incluindo a própria Viradouro.

As eliminatórias acontecerão às sextas-feiras e a final será em um sábado do mês de agosto, ainda sem data definida. A entrega e apresentação dos sambas será no domingo, 2 de julho. Não será cobrada taxa de inscrição para participação na disputa e cada parceria deverá entregar dois CDs com o samba e 30 cópias impressas da letra.

Ainda durante a reunião com os compositores, a diretoria ressaltou que espera que a disputa para escolha do hino de 2018 seja em clima de festa, acrescentando que o número de torcedores das obras concorrentes não vai pesar em nenhuma etapa do concurso. A direção também frisou que, entre os fatores que serão analisados para a eleição da trilha sonora do desfile do ano que vem – além obviamente da qualidade da obra – estão o desempenho dos sambas na voz de Zé Paulo Sierra, intérprete da escola, e o horário em que a agremiação se apresentará no Sambódromo.

Vice-campeã este ano, a Viradouro integra a Série A. O dia e a ordem de desfile serão definidos por sorteio no próximo dia 13, na quadra do Império Serrano.

Sinopse 2018 Viradouro