Curiosidades Carnavalescas: 9 verdades e uma mentira sobre o Carnaval

Carnaval é uma das maiores manifestações culturais que existe no planeta. No Brasil, quando as festas ocorrem, em fevereiro ou março, o país literalmente para. Suas raízes por aqui são antigas, mas o Carnaval surgiu de um conjunto de fatores internos e externos. Por este motivo, o site Samba é Paixão entrou na modinha e listou 9 verdades históricas e uma mentira sobre o Carnaval. Será que você irá acertar?

1 – A Igreja Católica se opunha aos festejos pagãos, mas, em 590, decidiu reconhecê-los. Exigiu, porém, que o dia seguinte (Quarta-Feira de Cinzas) fosse dedicado à expiação dos pecados e ao arrependimento.

2 – O sapateiro português José Nogueira de Azevedo Prates, o Zé Pereira, saiu pelas ruas tocando bumbo em 1848. Pessoas foram se juntando a ele e deram origem aos blocos de rua. O desfile de blocos de rua durante o Carnaval carioca foi autorizado apenas em 1889.

3 – Em 1932, aconteceu o primeiro desfile de escolas de samba organizado no Rio de Janeiro. Com 19 escolas de samba participantes, a campeã foi a Mangueira.

4 – As Escolas de Samba Portela, Estação Primeira de Mangueira, Acadêmicos do Salgueiro e Mocidade Independente de Padre Miguel são as únicas que nunca foram rebaixadas

5- Em 1984 e 2017 as agremiações dividiram o troféu de 1ª colocada do Grupo Especial. Nos dois anos a Portela estava envolvida.

6- A ala de baianas na década de 30 era formada, quase exclusivamente, por homens que saiam nas laterais, das Escolas, portando navalhas presas as pernas para defenderem as agremiações em caso de brigas. Na Mangueira, que foi criada a Ala das Baianas com as características atuais. Em 125 baianas coordenadas por D. Neuma.

7 – Dos desfiles administrados pela Liga Independente, a maior vencedora é a Imperatriz Leopoldinense, com seis títulos.

8 – A principal festa do carnaval fora de época brasileiro é a micareta, regada de axé music. Entretanto, não foi o Brasil que a inventou. A festa vem da França do século XV, onde era conhecida como “mi-carême” (“meio da quaresma”). O evento acontecia durante os 40 dias de penitência impostos pela Igreja Católica.

9 – No carnaval de 1996 cerca de 20% dos componentes de Escola de Samba como a Imperatriz Leopoldinense, Portela e Mocidade Independente vieram de Estados como São Paulo e Minas Gerais.

10 – “Araxá – Lugar Alto Onde Primeiro Se Avista O Sol” foi enredo no Carnaval de 1999 da Beija-Flor.